Sobre

Múltipla/Plural
Gaúcha/Brasileira

Fusion Bellydancer
Escritora
Desenhista
Artesã
Pesquisadora
Bio/Paleontóloga

Saiba mais:

Currículo
De Onde Vim
Meu nome artístico
It’s All Bellydance

Anath Nagendra, prazer!

(pronuncia-se “anát naguêndra”)

Neste site você encontra um amálgama das peripécias desta artista múltipla, trilhando sua Jornada do Auto-conhecimento batizada de Dharma Fusion. Minha arte serve muitos propósitos, e meu intento é dividir minhas experiências com quem se interessar e se conectar de alguma maneira. Que meus métodos lhe inspirem a descobrir sua própria Jornada!

Sou bailarina, professora, coreógrafa, experimentadora e pesquisadora de Fusion Bellydance, em especial, e com alguma experiência também em Dança do Ventre e Raja Yoga. Mas meus rizomas vão além da dança e do corpo, explorando também artes visuais, artesanato, costura, escrita, e estudos relacionados à psicologia, filosofia, espiritualidade e ocultismo!

Busco mergulhar em meu próprio universo e percepções, pois acredito que não poderei oferecer algo útil ao mundo sem antes experimentar em mim mesma. “Cura a ti mesmo, antes de ajudar aos outros”. Porém, este processo é basicamente a VIDA, um constante solve et coagula que somente se encerrará na minha Libertação. Enquanto isso…

Enjoy the ride.

Meu principal objetivo, enquanto potencial facilitadora e professora, é ensinar à alune a entender o que está sendo vivenciado, para que esta possa absorver o conhecimento e aplicá-lo a si mesma. Isso implica em, por exemplo, saber como os movimentos são feitos, ou saber que conceitos e ferramentas ressoam consigo, para que possas ser independente em suas criações e descobertas!

Dharma Fusion

Em resumo, “dharma” é um conceito complexo encontrado em diversas religiões/filosofias orientais, como Hinduísmo, Budismo, Sikhismo, etc. Não existe uma tradução simples para ela, e seu significado difere dependendo da fonte. O uso que faço é próximo do budista, cuja simplificação seria como “lei cósmica”. Gosto de usá-la como sinônimo de Caminho – isto é, a jornada espiritual pessoal de cada um, a estrada definida pelo Self para a evolução interna e eventual Libertação.

Minha arte mescla muitos fatores que refletem a minha mente e alma, e tudo isso é usado a favor do meu desenvolvimento pessoal e espiritual, além de profissional. Portanto, tudo o que faço tem o objetivo de aprofundar esse trabalho e expandir minha consciência, de forma que eu possa perceber meu dharma e alinhar minha vida à seu fluxo.

Em relação à dança, parte da minha abordagem é mais “técnica”, ou seja, exploro vertentes e estilos já existentes, buscando experimentar diferentes linguagens. Já o meu “estilo pessoal” poderia ser chamado de Ritualístico, entretanto, este subgênero tende a ter uma expressão visual e gestual típica, que informa o público o seu contexto.

No meu caso, nem sempre há essa pista visual. Posso, por exemplo, dançar Dança do Ventre com uma música clássica árabe e fazer dela um ritual para encarnar Afrodite. Posso criar uma performance de Fusion como uma despedida simbólica do meu cabelo, e observar o que os acontecimentos pré-durante-pós dança me informam sobre esse processo (por exemplo, aqui).

Por conta disso, percebi que o termo “ritualístico”, por mais que esteja correto para o que eu faço, não me define muito bem, visto que já existe uma certa estética que não condiz, necessariamente, com a minha. Assim, decidi nomear minha própria abordagem da dança. 😉

Você pode saber mais detalhes das ferramentas e abordagens que uso nos links acima, em “Saiba mais”!